País

Investigador da Universidade do Minho integra painel de revisores da NASA

UMinho

O presidente da Escola de Engenharia da Universidade do Minho vai analisar propostas de investigação sobre as missões humanas no espaço.

O presidente da Escola de Engenharia da Universidade do Minho (EEUM), Pedro Arezes, foi convidado a integrar o painel de revisores da NASA para propostas de investigação sobre as missões humanas no espaço, anunciou hoje aquela academia.

Em comunicado, a Universidade do Minho (UMinho) sublinha que Pedro Arezes é o único português entre os 60 cientistas de todo o mundo que integram aquele painel.

Catedrático de Engenharia Industrial, Pedro Arezes é também diretor nacional do Programa MIT Portugal.

No comunicado, a UMinho explica que o convite para integrar o painel de revisores da NASA surge também na sequência do envolvimento de Pedro Arezes num trabalho conjunto com o MIT sobre o desenho de fatos espaciais em missões de longa duração, como a missão tripulada a Marte.

O painel de revisores do programa HERO (Human Exploration Research Opportunities) visa avaliar propostas submetidas à NASA para o seu programa de investigação da componente humana na exploração espacial.

O Programa de Investigação da Componente Humana (designado por HRP) investiga e mitiga os maiores riscos para a saúde e desempenho humanos, fornecendo medidas preventivas e tecnologias essenciais para a exploração humana do espaço.

Os riscos considerados incluem quer os efeitos fisiológicos, quer os efeitos no desempenho resultantes da exposição a fatores de risco como a radiação espacial, as oscilações de gravidade e os ambientes extremos, assim como os desafios singulares no apoio médico às missões, os fatores humanos e o desempenho comportamental em missão.

"É um convite que muito me honra. Pese embora o meu contributo ser limitado, saber que temos uma palavra a dizer no futuro da investigação espacial e das missões espaciais é algo que me motiva especialmente", diz Pedro Arezes, citado no comunicado.

O grupo de investigação em Ergonomia e Fatores Humanos da EEUM, que coordena, tem vindo a desenvolver vários projetos ligados à segurança e saúde dos trabalhadores.

"É muito gratificante saber que estes projetos contribuirão para minimizar os riscos que os astronautas terão de enfrentar nas próximas missões espaciais, quer nas missões de volta à Lua, quer na tão desejada primeira missão espacial a Marte", sublinha.

Pedro Arezes, natural de Barcelos e a viver em Guimarães há mais de 30 anos, tem 48 anos e é doutorado em Engenharia de Produção e Sistemas pela UMinho.

Desde 2019 é presidente da EEUM, onde é professor catedrático de Ergonomia e Fatores Humanos.

Desenvolveu trabalhos de pós-doutoramento na TU Delft (Holanda), MIT e Universidade de Harvard (EUA).

É, desde 2016, diretor do Programa MIT-Portugal.

Há mais de 15 anos que lidera o grupo de investigação em Ergonomia & Fatores Humanos no Centro Algoritmi, onde coordenou e colaborou em mais de 50 projetos de I&D, é autor de mais de 130 artigos em revistas científicas internacionais indexadas, tendo sido premiado ao longo da sua carreira em vários países, como Portugal, Estados Unidos da América, Espanha, Brasil e Turquia.

  • Merkel: mãe e verbo da Alemanha moderna

    Angela Merkel

    Carinhosamente chamada pelos alemães de "Mutti" (mãe), protagonizou um estilo único de fazer política na Alemanha. Não era uma grande oradora, nem fazia discursos inspiradores, mas a postura pragmática valeu-lhe respeito e admiração. "Merkeln" passou a ser verbo na Alemanha, em alusão à forma como a chanceler toma decisões.

    Ana Luísa Monteiro