País

Autores do relatório sobre festejos do Sporting vão ser ouvidos na Assembleia da República

Eduardo Cabrita rejeita responsabilidades.

Os autores do relatório que avaliou o papel da PSP durante os festejos do título do Sporting vão ser ouvidos na Assembleia da República. A decisão acontece depois do Parlamento ter chumbado a audição ao ministro da Administração Interna sobre o mesmo assunto.

Os requerimentos apresentados por PSD e CDS-PP que solicitavam a audição no parlamento, com caráter de urgência, de Eduardo Cabrita na sequência do relatório sobre os festejos do Sporting foram rejeitados esta terça-feira.

A Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias votou conjuntamente os dois pedidos, tendo sido rejeitados com voto contra do PS, abstenção do PCP e voto favorável de PSD, CDS-PP, BE e PAN.

No seu requerimento, entregue no parlamento na segunda-feira, o PSD acusava Eduardo Cabrita de tresler o relatório da Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) e de se ter desresponsabilizado dos incidentes.

O Sporting sagrou-se a 11 de maio campeão português de futebol pela 19.ª vez, 19 anos após a última conquista, e durante os festejos ocorreram confrontos entre os adeptos e a polícia.

Milhares de pessoas concentram-se junto ao estádio e em algumas ruas de Lisboa, quebrando as regras da situação de calamidade devido à pandemia de covid-19, em que não são permitidas mais de 10 pessoas na via pública, nem o consumo de bebidas alcoólicas na rua.