País

Algarvios fazem vigílias para proteger explorações de alfarroba

Cada arroba está a valer, no arranque da colheita, cerca de 20 euros.

Com o preço da alfarroba a atingir máximos históricos, os produtores algarvios estão a organizar grupos de vigilância dos alfarrobais, temendo o aumento dos roubos que têm afetado as explorações nos últimos anos.

O grupo de vigilantes é dono das explorações e conhece cada pomar de alfarrobeiras e o respetivo dono.

Avançam em grupo de seis, espalhados por todo o concelho de Loulé. Comunicam através do Whatsapp e os mais velhos por telemóvel, num universo que já chega a 200 vigilantes voluntários.

Graças às rondas dos proprietários, a GNR já conseguiu intercetar mais de 12 toneladas de alfarroba roubada no último mês de exportações.

Cada arroba de alfarroba está a valer, no arranque da colheita, cerca de 20 euros, podendo facilmente chegar aos 30 euros. É fácil perceber o valor em causa, numa região responsável por um quarto da produção mundial.