País

SEF abre inquérito a diretora de gestão por pagamentos de refeições

Justificava como despesas "urgentes".

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) abriu um inquérito relacionado com o caso em que alegadamente uma diretora de gestão do SEF utilizava dinheiros daquele organismo em refeições, justificando como despesas "urgentes".

"O SEF esclarece que, por despacho do diretor nacional do SEF, foi aberto um processo de inquérito, a 28 de junho de 2021, estando a correr os seus termos", respondeu à agência Lusa aquele organismo.

Segundo avançou a TVI, algumas das despesas refeições eram justificadas como "urgentes" e eram pagas com dinheiros públicos do SEF, apesar de os funcionários receberem um suplemento para despesas relacionadas com a alimentação.