País

Rangel e Carlos Moedas almoçam juntos a três dias das eleições internas no PSD

Candidato à liderança do PSD sublinha a sintonia com Carlos Moedas.

A três dias das eleições internas no PSD, Carlos Moedas e Paulo Rangel almoçaram em Lisboa, horas depois de o presidente da Câmara de Lisboa ter dito numa entrevista que já sabe em quem vai votar nas diretas, mas não ter revelado o sentido de voto.

Paulo Rangel diz que foi um "encontro de novos tempos" e que as interpretações ficam para quem as quiser fazer, mas reconhece que há uma sintonia de pontos de vista.

O candidato à liderança do PSD esteve um almoço com Carlos Moedas, no Terreiro do Paço, horas depois de o presidente da Câmara de Lisboa ter dito, em entrevista à rádio Observador, que já sabe em quem vai votar nas diretas do próximo sábado.

Moedas não desenvolve. Rangel não interpreta. Rui Rio não comenta.

A três dias das diretas, todos os apoios contam, mas nem todos estão dispostos a revelá-los.

Cavaco Silva defendeu, num artigo de opinião, que Portugal tem uma oposição política débil e sem rumo.

Saiba mais