País

Caso BES: mulher de Ricardo Salgado foi ouvida pelo juiz Ivo Rosa

25.01.2022 15:26

Former director of the Portuguese bank Espirito Santo (BES) Ricardo Salgado arrives for a parliamentary inquiry on the collapse of the bank and Espirito Santo Group at the Portuguese parliament in Lisbon on December 9, 2014. AFP PHOTO / PATRICIA DE MELO MOREIRA (Photo by PATRICIA DE MELO MOREIRA / AFP) (Photo by PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP via Getty Images)

Maria João Salgado pretende que lhe sejam devolvidos 700 mil euros arrestados preventivamente.

A mulher do antigo banqueiro, Maria João Salgado foi ouvida, na tarde desta terça-feira, pelo juiz Ivo Rosa no âmbito dos arrestos do megaprocesso do Universo Espírito Santo. Em causa está a devolução, ou não, do valor de 700 mil euros de uma conta bancária, que foi arrestada preventivamente pelo juiz Carlos Alexandre.

O juiz Ivo Rosa entendeu que tinha havido uma falha do colega Carlos Alexandre, o magistrado que esteve a substitui-lo, e que era suposto ter ouvido Maria João Salgado, esta terça-feira, a propósito do arresto da conta. Ivo Rosa terá agora de decidir se o arresto é válido ou se, pelo contrário, a conta bancária é desbloqueada.

Em causa estão 700 mil euros de uma conta bancária no Deutsche Bank, em nome da mulher do antigo banqueiro, que o juiz Carlos Alexandre arrestou preventivamente.

Este arresto foi decretado como consequência do congelamento de bens do casal no âmbito do megaprocesso do Universo Espírito Santo, na qual o Ministério Público contabilizou em 11,8 mil milhões de euros a vantagem obtida pela alegada prática dos crimes de burla qualificada, corrupção no setor privado, infidelidade, branqueamento de capitais e manipulação de mercado.

O percurso seguido pelos 700 mil euros

Os 700 mil euros, que a mulher do antigo banqueiro quer que lhe sejam devolvidos, serão resultado da venda de um imóvel que fazia parte da herança da mãe de Ricardo Salgado, que faleceu no final de 2010.

Há cerca de cinco anos, um cheque nesse valor foi depositado na conta de Maria João Bastos Salgado, mas o mesmo foi emitido a favor de Ricardo Salgado.

A defesa alega, porém, que este dinheiro, os 700 mil euros, é da mulher de Salgado e não do antigo banqueiro.

Saiba mais

Últimas Notícias