País

Seca: reservas guardadas para o verão já são usadas para alimentar animais

Seca: reservas guardadas para o verão já são usadas para alimentar animais

O Governo já pediu à Comissão Europeia para reforçar e simplificar os apoios aos agricultores.

A falta de chuva está a prejudicar muitos agricultores e criadores de gado, que, para alimentar os animais, já estão a recorrer às reservas que se destinavam ao verão. A par da escassez da água, o aumento dos preços, muitos temem não resistir.

No Baixo Alentejo, a seca piora a cada dia e as previsões não são animadoras: em Mértola, por exemplo, não chove há mais de um mês e meio.

A história repete-se mais a Norte, na zona do Planalto Mirandês, em Trás-os-Montes, onde a pecuária é a principal atividade. Vários moradores dizem que não se lembra de um início de ano tão seco.

Para que o gado resista a estes meses secos, e com mais um que se prevê sem chuva pela frente, muitos produtores agrícolas têm de recorrer às reservas que se destinavam ao verão.

Entretanto, o Governo já tomou algumas medidas: impôs restrições ao uso da água das barragens e já disse que o abastecimento de água para fins agrícolas não está comprometido, garantindo, no entanto, transporte e disponibilização de cisternas com água para as necessidades.

Entretanto, o Executivo de António Costa também já pediu à Comissão Europeia para reforçar e simplificar os apoios aos agricultores, para que consigam resistir.

Últimas Notícias
Mais Vistos