País

Extinção do SEF: sindicato lembra casos de tortura a imigrantes em Vila Nova de Mil Fontes

Extinção do SEF: sindicato lembra casos de tortura a imigrantes em Vila Nova de Mil Fontes

Acácio Pereira critica a transferência de competências policiais para PSP e GNR.

O sindicato de chefes da PSP pede que a direção nacional apresente uma queixa-crime contra as afirmações do presidente do sindicato do SEF. Numa carta aberta dirigida ao Presidente da República, Acácio Pereira acusou a PSP e a GNR de terem problemas estruturais de xenofobia e racismo.

Acácio Pereira, presidente do sindicato do SEF, dirigiu um apelo a Marcelo Rebelo de Sousa numa carta aberta, onde defende a intervenção do chefe de Estado para evitar a extinção do SEF.

No documento, o dirigente sindical critica a transferência de competências policiais para a Polícia de Segurança Pública e para a Guarda Nacional Republicana, por considerar que têm problemas estruturais de xenofobia e de racismo.

É ainda abordado o caso do posto territorial de Vila Nova de Milfontes, onde o presidente do sindicato do SEF diz que há membros dessas forças a cumprir penas de prisão efetiva e preventiva por práticas de tortura a imigrantes. Declarações que as associações da PSP e da GNR já consideraram “infelizes” e que levou o sindicato de chefes da PSP a apresentar uma queixa-crime.

A extinção do SEF só vai acontecer quando estiver criada a Agência Portuguesa para as Migrações e Asilo, ainda sem data prevista.

SAIBA MAIS

Últimas Notícias
Mais Vistos