País

Carros que circulam nas estradas portuguesas são cada vez mais velhos

Carros que circulam nas estradas portuguesas são cada vez mais velhos

Idade média aumentou no final do ano passado.

A idade média dos veículos ligeiros de passageiros em Portugal, no final do ano passado, era de 13,5 anos, segundo um relatório da ACAP – Associação Automóvel de Portugal, representando um ligeiro aumento face aos 13,2 anos de 2020.

Num relatório estatístico divulgado, esta segunda-feira, que inclui dados sobre o parque automóvel nacional no ano passado, a associação revelou que, em 31 de dezembro, o mercado de ligeiros de passageiros era composto por 5.410.000 veículos, com uma idade média de 13,5 anos.

Deste universo, 1.353.908, ou seja, 25%, tinha mais de 20 anos, seguindo-se os veículos com entre 10 e 15 anos, com 1.056.677 unidades.

No caso dos ligeiros de mercadorias, que totalizavam 1.150.000, a idade média era de 15,3 anos, sendo que 382.296 dos veículos contavam com mais de 20 anos e nos pesados de passageiros, com uma idade média de 14,9 anos, de um total de 17.300 veículos, 4.346 tinham mais de 20 anos.

Por sua vez, os pesados e tratores de mercadorias (135.000) contavam com uma idade média de 15,6 anos, com 45.973 a terem mais de 20 anos, e no caso dos quadriciclos e triciclos (37.500), 21.613 tinham mais de 10 anos.

Por fim, os motociclos, com mais de 50 cm3, totalizavam 363.000, com uma idade média de 7,6 anos.

A ACAP revelou ainda que, no final de 2021, a Renault, com 678.602, liderava no que diz respeito a número de veículos ligeiros de passageiros registados em Portugal, com uma quota de 12,5%, seguida da Peugeot, com 487.491 (9%), e da Volkswagen, com 451.148 (8,3%).

Veja também

Últimas Notícias
Mais Vistos