País

Reforço policial para verão no Algarve é “insuficiente”

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro (D), observa alguns meios da PSP durante a apresentação do programa Algarve Seguro 2022, Faro, 27 de junho de 2022. Este programa prevê um reforço dos dispositivos das forças e serviços de segurança do Ministério da Administração Interna, bem como dos agentes de proteção civil durante os meses de verão. LUÍS FORRA/LUSA
O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro (D), observa alguns meios da PSP durante a apresentação do programa Algarve Seguro 2022, Faro, 27 de junho de 2022. Este programa prevê um reforço dos dispositivos das forças e serviços de segurança do Ministério da Administração Interna, bem como dos agentes de proteção civil durante os meses de verão. LUÍS FORRA/LUSA

MAI assegura que PSP e GNR têm meios para garantir a segurança durante o verão.

Os autarcas do Algarve garantem que o reforço de meios das forças de segurança, anunciado na segunda-feira para o verão, não é suficiente. Pretendem mais elementos policiais durante todo o ano.

Loading...

O reforço irá permitir “incrementar” o número de patrulhas (230 diárias, principalmente em patrulhas ciclo e patrulhas de moto), o número de ações de controlo da velocidade (1.000 controlos diários) e o número de testes de álcool (250 diariamente).

“O Algarve não é só o reforço de verão“, considera António Pina, presidente da comunidade intermunicipal do Algarve.

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, adiantou que está em curso a contratação de mais 2.600 agentes da PSP e militares da GNR.

Os autarcas já pediram reunião com o ministro para reivindicar para a região uma companhia de bombeiros de força especial de Proteção Civil.

Últimas Notícias
Mais Vistos