País

Encerramento da urgência de obstetrícia de Aveiro obrigou a transferir duas grávidas

Encerramento da urgência de obstetrícia de Aveiro obrigou a transferir duas grávidas

Neste mês, o hospital tem 14 turnos sem especialistas suficientes e com urgência de obstetrícia fechada.

Loading...

Durante a madrugada desta segunda-feira, duas grávidas foram enviadas de Aveiro para a maternidade Daniel de Matos, em Coimbra.

O serviço de urgência externa de Ginecologia e Obstetrícia esteve encerrado das 20:30 de domingo até às 8:30 da manhã desta segunda-feira.

Está ativado o nível dois do Plano de Contingência. E, pela segunda noite este mês, não foi possível assegurar a presença de pelo menos dois especialistas na urgência obstétrica do hospital de Aveiro.

O bloco de partos está igualmente fechado. Só garante apoio às doentes já internadas. A SIC sabe que dessas, as que podem entrar em trabalho de parto durante a noite, algumas foram já transferidas, porque durante a madrugada o serviço não terá capacidade de resposta.

Todas as outras grávidas de Aveiro que precisem de atendimento urgente estão a ser reencaminhadas para as maternidades de Coimbra, pelo CODU, o Centro de Orientação de Doentes Urgentes.

Os constrangimentos são provocados pela falta de especialistas. O Centro Hospitalar do Baixo Vouga tem 19, mas a maioria tem mais de 55 anos e está dispensada de fazer urgências.

A situação vai voltar a repetir-se, noutros dias, em Aveiro. As escalas, para já disponíveis, indicam que há 10 horários noturnos sem especialistas suficientes e, por isso, com urgência de obstetrícia fechada.

O mesmo pode acontecer em 4 horários diurnos até ao fim do mês de julho. Mas o hospital ainda está a tentar encontrar prestadores de serviços da especialidade que garantam esses horários.

Para já, é certo que a urgência estará de novo encerrada na madrugada desta terça-feira.

Saiba mais

Últimas Notícias