País

Onda de calor: Portugal pintado de vermelho e laranja

Onda de calor: Portugal pintado de vermelho e laranja
Windy.com
As temperaturas podem chegar aos 45ºC nos próximos dias em muitas regiões do País. Ou até ultrapassar. São condições que exigem cuidados redobrados. Leia as 12 redomendações da Direção-Geral de Saúde.
IPMA

As temperaturas vão permanecer altas, com a maioria do território nacional perto dos 40 graus. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) não exclui a possibilidade de se atingir um máximo histórico de temperatura.

A semana começou com um aligeirar das temperaturas máximashttps://www.dgs.pt/, mas esta terça-feira os termómetros voltam a subir.

Subida de mais de 10 graus

Algumas dessas subidas serão de mais de dez graus: no Porto, por exemplo, a máxima vai passar de 22 para 36 graus.

As regiões do Vale do Tejo e do interior do Alentejo serão as mais quentes e poderão até atingir temperaturas superiores a 40 graus, ou seja algumas localidades poderão registar máximos históricos, já que em Portugal nunca foram registadas temperaturas superiores a 47,3 graus desde que há registos.

Loading...

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera vai ativar o aviso vermelho - o mais elevado da escala - em oito distritos do país.

Patrícia Gomes, meteorologista do IPMA, explica que "quase todo o território do continente" vai estar com "valores de temperatura máxima superiores a 40ºC", o que, só por si, "é uma situação que não é muito normal e grave em todos os aspetos".

Loading...

Confira os distritos em aviso vermelho

Quinta-feira escaldante

Segundo as previsões do IPMA, quinta-feira deverá ser o dia mais quente da semana. O distrito de Évora poderá chegar aos 46 graus, Santarém aos 45, Castelo Branco aos 44, Portalegre, Vila Real, Braga e Beja aos 43 e para Lisboa são esperados 40 graus.

Nos próximos dias, o distrito de Santarém poderá bater um novo recorde europeu se ultrapassar os 48,8 graus – valor registado em 2021 na Sicília, em Itália.

Em dias de temperaturas elevadas, a Direção-Geral da Saúde recomenda a adoção de medidas de proteção adicionais.

  • Procurar ambientes frescos e arejados.

  • Beber mais água ou sumos de fruta natural sem açúcar.

  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

  • Evitar a exposição direta ao sol, principalmente entre as 11:00 e as 17:00. Utilizar protetor solar com fator igual ou superior a 30 e renovar a sua aplicação de 2 em 2 horas e após os banhos na praia ou piscina.

  • Utilizar roupa larga, opaca e que cubra a maior parte do corpo, chapéu e óculos de sol com proteção ultravioleta.

  • Evitar atividades que exijam grandes esforços físicos, nomeadamente desportivas e de lazer no exterior.

  • Escolher as horas de menor calor para viajar de carro. Não ficar dentro de viaturas estacionadas ao sol.

  • Dar atenção especial a grupos mais vulneráveis ao calor: crianças, idosos, doentes crónicos, grávidas, pessoas com mobilidade reduzida, trabalhadores com atividade no exterior, praticantes de atividade física e pessoas isoladas.

  • Os doentes crónicos ou sujeitos a medicação e/ou dietas específicas devem seguir as recomendações do médico assistente ou do centro de contacto SNS 24: 808 24 24 24

  • As crianças com menos de 6 meses não devem estar sujeitas a exposição solar, direta ou indireta.

  • Contactar e acompanhar os idosos e outras pessoas que vivam isoladas.

Últimas Notícias
Mais Vistos