País

Pensões vão ter aumento extraordinário ainda este ano

Pensões vão ter aumento extraordinário ainda este ano
Chris Sattlberger
Esta é uma das medidas que irá integrar o pacote do Governo para apoio às famílias.

As pensões vão ter um aumento extraordinário antecipado. Esta é uma das medidas que integra o pacote de apoios às famílias que o Governo vai anunciar na segunda-feira. O Executivo deverá também prever alterações no IVA e IRS.

O pacote de medidas do Governo para travar a inflação irá custar 2.000 milhões de euros. O objetivo é compensar as famílias pelo aumento do custo de vida e perda de rendimentos.

Para decidir quais as áreas e a forma como será aplicado, o Governo irá reunir-se em Conselho de Ministros Extraordinário na próxima segunda-feira.

Loading...

No caso das pensões, o aumento extraordinário deverá ser atribuído ainda este ano. Neste pacote o executivo deverá prever também medidas que reduzam a receita fiscal através de alterações no IRS e no IVA nalguns produtos.

Assim sendo, o preço das rendas, do gás, da eletricidade, dos combustíveis e do cabaz de compras deverão sofrer variações por via destas mexidas nos impostos – como tem acontecido noutros países europeus.

Se Portugal seguir os exemplos europeus, os apoios podem também estender-se às empresas. No entanto, a discussão ainda não está fechada.

PSD acusa Governo de já vir tarde e apresenta proposta de apoios

O PSD propõe que o Governo aplique uma descida imediata do IVA da energia para 6%. O partido apresentou um pacote de medidas esta sexta-feira, no Parlamento. O líder parlamentar diz que o país não pode esperar mais pelo Governo, a quem acusa de ser insensível.

Segunda-feira é tarde de mais para apresentar o pacote do Governo, acusa o PSD. Os sociais democratas querem que seja usada a folga que as Finanças têm, originada pelo aumento da recita fiscal em relação ao que estava estimado no ano passado.

Loading...

Entre as medidas propostas pelo PSD está a descida do IVA da energia, a atribuição de um vale alimentar de 40 euros mensais (durante quatro meses) a todos os pensionistas e reformados que recebem uma pensão até 1.108 euros e a redução do IRS (com efeitos imediatos) para o quarto, quinto e sexto escalão.

O Governo e o primeiro-ministro enganaram os portugueses durante estes seis meses ao dizer que não era possível baixar o IVA dos combustíveis, da eletricidade e do gás. É possível e o PSD propõe-lo”, afirma Joaquim Miranda Sarmento,

O PSD garante que estas medidas não aumentam a despesa e, por isso, exige ao Governo que se despache a apoiar famílias e empresas para fazer face ao aumento dos preços.

Últimas Notícias
Mais Vistos