País

Medidas de apoio: Marcelo faz pressão para "intervenção de choque"

Loading...
O pacote de medidas de apoio que o Governo vai aprovar deverá rondar os 2.000 milhões de euros.

O Presidente da República defende que deve haver uma “intervenção de choque” para travar a inflação e que o Governo deve monitorizar a subida dos preços mês a mês. A dois dias do anúncio das medidas de apoio às famílias, Marcelo Rebelo de Sousa sublinha que neste momento o país tem condições irrepetíveis.

Marcelo quer o Governo a pensar nos baixos rendimentos, mas também na classe média. E lembra que mexidas nos impostos implicam a intervenção do Parlamento.

Do desenho das medidas pouco ou nada se sabe. Apenas que o pacote que o Governo vai aprovar deverá rondar os 2.000 milhões de euros.

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, já dá sinais de pouca confiança no que aí vem. O PSD anunciou que quer uma baixa do IVA para 6% na energia durante seis meses e sublinha que o Governo já o podia ter feito, sem esperar pela União Europeia.

No Expresso da Meia-Noite, da SIC Noticias, o Executivo diz que já tomou medidas com maior efeito. Por toda a Europa, os países têm tomado medidas diferentes para travar a inflação. A Alemanha anunciou um bónus nos ordenados de 300 euros para dar uma folga extra para a subida dos preços.

Últimas Notícias
Mais Vistos