País

Aulas recomeçam entre terça e sexta-feira para 1,3 milhões de alunos

Loading...
Há professores em falta e cerca de 2 mil poderão reformar-se este ano.

As escolas reabrem hoje as portas para o arranque de mais um ano letivo que é marcado pela falta de professores. Há 60 mil alunos com pelo menos um professor por atribuir. Os diretores escolares pedem mais investimento na educação.

Na escola secundária José Gomes Ferreira, em Lisboa, o ano letivo arranca para todos os alunos mas não com todos os professores. Há pelo menos15 docentes em falta, um número que os pais e estudantes que vão chegando ainda não conhecem.

No agrupamento das escolas de Benfica, há 3 mil alunos e 300 professores. A preocupação dos diretores escolares recai na falta de novas contratações e no número de aposentações que, só este ano, deverá superar os 2000 professores.

Nesta escola a falta de professores concentra-se essencialmente nas disciplinas de informática, línguas e matemática.O diretor da associação que representa os agrupamentos escolares pede mais investimento na educação e reconhece que a carreira de professor não é, de todo, atrativa.

Lisboa e Vale do tejo, Algarve e Alentejo são as regiões onde há mais falta de professores. Segundo dados do Ministério da Educação, há ainda 60 mil alunos com pelo menos um docente em falta. Uma sombra que paira sobre o arranque do ano letivo e que os diretores das escolas dizem poder comprometer aprendizagens dos mais jovens.

Últimas Notícias
Mais Vistos