País

Há cada vez mais idosos abandonados nos hospitais à espera de vaga em lares ou cuidados continuados

Loading...

Custa milhões de euros ao Serviço Nacional de Saúde.

Nos hospitais, há um elevado número de idosos internados a aguardar vaga em lares ou unidades de cuidados continuados. São cada vez mais os casos. Alguns chegam mesmo a permanecer mais de um ano à espera, custando milhões de euros ao Serviço Nacional de Saúde.

São quase sempre idosos em situação de grande vulnerabilidade familiar e financeira.

Dão entrada nas urgências hospitalares e mesmo depois de terem tido alta acabam por permanecer internados, abandonados pelas famílias e sem condições de voltar a casa.

O problema arrasta-se há vários anos, é transversal a todo o país e agravou-se depois da pandemia.

O Jornal de Notícias revela que nos hospitais do Porto e de Lisboa há idosos que há mais de um ano tiveram alta, mas continuam, sem qualquer necessidade clínica a ocupar camas, congestionando os hospitais e, assim, custando milhões de euros ao Serviço Nacional de Saúde.

Sem retaguarda familiar, aguardam por vagas em lares ou unidades de cuidados continuados, mas o sistema não consegue dar resposta.

Últimas Notícias
Mais Vistos