País

200 anos da primeira Constituição: Marcelo alerta para riscos de retrocessos democráticos

Loading...
Na sessão solene na Assembleia da Reública, o Presidente pediu "passos de efetiva justiça e igualdade".

Nas celebrações do 200 anos da primeira Constituição portuguesa, o Presidente da República salientou a importância da liberdade e os riscos de retrocessos na democracia. O discurso de Marcelo, uma ocasião rara na Assembleia da República, reforçou a necessidade de ação dos protagonistas politicos, económicos e sociais.

Na rara presença na Assembleia da República, para as celebrações da Constituição de 1822, o Presidente lembrou que é preciso evitar retrocessos democráticos.

Marcelo reforçou o papel de todos os que representam não os súbidtos mas os cidadãos e a grande lição de há 200 anos.

Só o Chega não aplaudiu um discurso que fez levantar as bancadas do PS e PSD e que foi antecedido pelas palavras de Santos Silva.

Na revisitação histórica, os vários partidos encontraram paralelismos com o presente e alertaram para riscos de poderes maioritários.

Depois das celebrações institucionais, Marcelo inaugurou a exposição sobre uma Constituição que vigorou menos de um ano mas foi a primeira de Portugal.

Últimas Notícias
Mais Vistos