País

O nervosismo deu lugar ao silêncio e depois às palmas: o nascimento da SIC há 30 anos

Loading...

Há 30 anos nascia a primeira televisão privada de Portugal.

Há 30 anos, a meio da tarde, o nervosismo deu lugar ao silêncio e depois às palmas que traduziram a emoção forte que foi ver a Alberta Marques Fernandes apresentar, com sucesso, o primeiro jornal da recém-nascida SIC.

Foi um turbilhão em todos os sentidos de quem tentava acabar as obras a tempo, de quem planeava a primeira emissão e de todos os profissionais que embarcaram nesta aventura.

Na cabeça dos mais experientes fervilhavam ideias, dos mais novos sonhos, muitos sonhos e receio de falhar.

A primeira televisão privada nacional nasceu da tenacidade e investimento de Francisco Pinto Balsemão e a que uma vasta equipa capitaneada por Emídio Rangel deu forma, cor, luz e voz. Foi aquela que rompeu com estereótipos e deu ao país, uma perspetiva dele próprio, que estava dormente.

Últimas Notícias
Mais Vistos