País

Suspeito de planear ataque à Faculdade de Ciências pode vir a prestar declarações em tribunal

Loading...

Julgamento de João Carreira começou esta terça-feira.

O julgamento do jovem de 19 anos suspeito de planear um ataque terrorista à Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa começou esta terça-feira.

A defesa do jovem pediu um julgamento à porta fechada.

À entrada para a primeira sessão, no Campus da Justiça, em Lisboa, o advogado confirmou que o jovem continua internado e pode vir a prestar declarações em tribunal.

"Temos um jovem de 18 anos [na altura da detenção] a quem quero garantir um futuro com alguma estabilidade, sem prejudicar o vosso direito a informar, mas entendo assim. Ainda não tenho despacho e há que aguardar o que o senhor juiz vai decidir", disse Jorge Pracana, sem deixar de notar que João Carreira "tem a vida pela frente" e que a "comunidade já reconheceu a necessidade de lhe dar uma oportunidade e não o marcar com um carimbo para toda a vida".

O advogado disse ainda acreditar que o ato não seria concretizado, uma vez que já tinha sido adiado várias vezes.

O advogado sublinhou também que o jovem estava calmo na última vez que o viu "há uns dias" e que continua em internamento preventivo no Hospital Prisional de Caxias.

João Carreira é acusado de dois crimes de terrorismo, um dos quais na forma tentada, e de um crime de detenção de arma proibida.

A Polícia Judiciária deteve o jovem a 10 de fevereiro, depois da uma indicação do FBI, que surgiu a partir de uma denúncia, na véspera da data que tinha definido para levar a cabo o ataque.

Últimas Notícias
Mais Vistos