País

Avião retido no aeroporto de Lisboa devido a falsa ameaça de bomba

De acordo com o protocolo do aeroporto, foram desencadeados todos os procedimentos de segurança para a bagagem, avião e todos os passageiros.

Um avião da Turkish Airlines com destino a Istambul devia ter saído do Aeroporto de Lisboa às 11.20 mas acabou por ficar retido depois de um passageiro ter dito uma frase sobre uma alegada bomba, o que levantou suspeitas, disse à SIC Notícias Online fonte do aeroporto.

Fonte da PSP ouvida pela SIC diz que não houve detenções, mas foram desencadeados todos os procedimentos de segurança para a bagagem, avião e todos os passageiros.

A PSP não encontrou qualquer explosivo no avião retido no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, disse hoje fonte oficial desta força policial.

“A PSP concluiu a avaliação técnica, não tendo encontrado nenhum engenho explosivo na aeronave nem nas bagagens ou passageiros”, afirmou à Lusa a mesma fonte, cerca das 16:30, acrescentando que a conclusão dos trabalhos de vistoria “já foi comunicada ao aeroporto”.

A fonte referiu ainda que a situação do passageiro que deu a informação à tripulação do avião está “ainda a ser investigada”, uma vez que “pode estar em causa um crime” por difundir um alerta falso.

“Está a ser escrutinada toda a situação junto do passageiro e estão a recolher-se informações para saber se se enquadra num crime e se fica ou não detido para ser presente a autoridade judiciária”, salientou.

O alerta da possível existência de uma bomba no avião foi reportado à PSP ao final da manhã, tendo sido acionados os protocolos de segurança, que levaram os passageiros e as bagagens a serem retirados da aeronave para a realização da vistoria.

Contactada pela Lusa, fonte oficial da ANA disse apenas que “a operação aeroportuária decorre com normalidade”.

No entanto, de acordo com o site da ANA é possível verificar que o voo em causa foi cancelado e que os passageiros estão a ser realocados noutros voos.

Últimas Notícias