País

É oficial: Palácio de Belém não terá (também) a habitual iluminação de Natal

É oficial: Palácio de Belém não terá (também) a habitual iluminação de Natal
Canva

A confirmação foi dada pela Presidência da República.

“Tendo em conta a atual situação no mercado energético”, a Presidência da República (PR) informa, esta quinta-feira, que este ano não haverá a habitual iluminação de Natal no Palácio de Belém mas na Cidadela de Cascais.

Na nota publicada no site da Presidência lê-se que a crise que o mercado energético atravessa tem “como consequência aumentos de custos muito elevados quer para as famílias, quer para as empresas”, e que isso impõe “redução de consumos, também por razões climáticas”.

Nesse sentido, “o Presidente da República decidiu uma série de medidas de poupança de energia nos serviços da PR, que incluem a redução da iluminação noturna para os mínimos exigidos por razões de segurança”.

“Neste contexto, não haverá este ano a habitual iluminação de Natal nos Palácios de Belém e da Cidadela de Cascais, nem outras simbólicas iluminações especiais”, conclui a nota.

Belém segue exemplo de São Bento

Recorde-se que no mês passado também a iluminação da fachada do Palácio de São Bento e do novo edifício do Parlamento foi desligada todos os dias depois da meia-noite, "com exceção dos holofotes que iluminam a bandeira nacional".

Aquando deste anúncio soube-se que o mesmo vai acontecer com a iluminação natalícia, quando for instalada.

O plano do Governo para poupar energia

Últimas Notícias
Mais Vistos