País

Chega quer inquérito parlamentar sobre alegadas pressões de Costa ao ex-governador do Banco de Portugal

Chega quer inquérito parlamentar sobre alegadas pressões de Costa ao ex-governador do Banco de Portugal
ANTÓNIO COTRIM/Lusa

André Ventura diz que o primeiro-ministro está a mentir.

O Chega quer um inquérito parlamentar sobre as alegadas pressões de António Costa ao ex-governador do Banco de Portugal para não afastar Isabel dos Santos do banco BIC.

André Ventura diz que o primeiro-ministro está a mentir.

"Isto é muito grave, dá seguimento e sustento àquilo que desde o início afirmámos, que este assunto devia ser apurado, afirma.

António Costa envia mensagem a Carlos Costa sobre afastamento de Isabel dos Santos

O primeiro-ministro enviou uma mensagem a Carlos Costa na passada quinta-feira depois do excerto do livro ter sido divulgado. O antigo governador do Banco de Portugal acusa António Costa de ter pressionado para não afastar Isabel dos Santos do banco BIC.

Na mensagem a que o jornal Observador teve acesso, o primeiro-ministro diz que na altura considerou a intenção "inoportuna".

Após a publicação de um capítulo do livro "O Governador", o chefe do executivo desmente que tenha dito que não se podia "tratar mal a filha do Presidente de um país amigo". António Costa confirma que telefonou a Carlos Costa depois de uma reunião em que o Banco de Portugal tentou afastar a empresária angolana do BIC em 2016.

Na mensagem citada pelo Observador, António Costa diz que contactou o governador para sublinhar que a decisão era inoportuna, tendo em conta que decorria um processo de venda da participação de Isabel dos Santos no BPI aos espanhóis La Caixa.

Nesta mensagem, o primeiro-ministro sublinha que sempre agiu para reduzir a influência de Isabel dos Santos na banca portuguesa e critica Carlos Costa por não ter ajudado nesse objetivo.

Últimas Notícias
Mais Vistos