País

Sindicato dos Magistrados do MP acusa Lucília Gago de atuar "de forma abusiva"

Sindicato dos Magistrados do MP acusa Lucília Gago de atuar "de forma abusiva"

Em causa está a instauração de averiguações disciplinares a procuradores que dirigem investigações.

O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público acusa a Procuradora-Geral da República, Lucília Gago, de "intimidação e condicionamento". Em causa está a instauração de averiguações disciplinares a procuradores que dirigem investigações.

Num comunicado, o Sindicato acusa Lucília Gago de ter atuado "de forma abusiva". Dizem que está em causa "a salvaguarda da independência dos magistrados" do Ministério Público que dirigem investigações. Alertam também para o risco de instrumentalização por pressões políticas, ou de outra natureza.

Desde novembro, foram abertos dois processos de averiguação a dois procuradores, que têm em mãos as investigações ao ex-ministro Manuel Pinho e à presidente da câmara de Matosinhos, Luísa Salgueiro.

Últimas Notícias
Mais Vistos