Ana Gomes

Congresso do PS. Ana Gomes destaca "debilidade" da oposição

Opinião

Comentadora refere escolha de Suzana Garcia e defesa do "desmantelamento da TAP" como fatores de "fragmentação" da oposição.

Para Ana Gomes, a sucessão de António Costa na liderança e as autárquicas foram os temas centrais do Congresso do PS. A comentadora admitiu que "boa parte da segurança e da pacificação no PS" deve-se à "debilidade da oposição à direita, que está fragmentada".

A "fragmentação" da oposição foi potenciada pela escolha da candidata Suzana Garcia, à Câmara da Amadora, e até a sugerir que a linha do PSD é o "desmantelamento da TAP, uma empresa tão importante e estratégica para o país".

"Desde Rui Rio aparecer com aquela inarrável candidata, que quer fazer toda a gente tremer como se fossem uns pudinzinhos" adianta Ana Gomes.

O Partido Socialista realizou o 23.º Congresso Nacional no fim de semana para lançar a campanha autárquica e aprovar uma linha de continuidade estratégica.

VEJA AQUI O COMENTÁRIO DE ANA GOMES NA ÍNTEGRA