E se fosse consigo?

Teve uma vida boa, mas a droga fê-lo “perder a cara”

Teve uma vida boa, mas a droga fê-lo “perder a cara”

Laudolino Jesus reconhece que falhou em tudo. Como pai, como marido, como empresário. Acabou na rua. Magro, sujo, com mau cheiro, lembra-se da dor que sentia pela indiferença do olhar dos outros, dos que antes o conheciam e não o reconheceram. Recomeçou do zero a reerguer-se. Trabalha para que outros como ele “sintam que conseguem dar a volta”.

  • “Entregues à Sorte” – Quarto episódio
    27:01