E se fosse consigo?

A lei mudou mas ainda é preciso mudar as mentalidades

A lei mudou mas ainda é preciso mudar as mentalidades

Para Paulo Côrte-Real, negar a uma criança o direito de reconhecer como pais ou como mães os dois membros dum casal homossexual era uma violência a que a alteração da lei da adoção pôs fim. O ativista LGBT tem consciência de que a lei mudou mas ainda é preciso mudar as mentalidades. Dar visibilidade às famílias de pais do mesmo sexo para combater o preconceito.

  • O que dizem os líderes partidários e cabeças de lista na hora de ir votar

    Europeias 2019

    O apelo ao voto é a tónica dominante em todas as declarações que pode ver e ouvir aqui.