Violência doméstica

Entrevista alargada a Fátima Teixeira

E SE FOSSE CONSIGO?

Entrevista alargada a Fátima Teixeira

Foram precisos 46 anos para Fátima ganhar coragem para denunciar os maus-tratos de foi vítima. Dois casamentos, duas histórias de violência e insultos de que hoje já consegue falar. Fátima perdeu o medo, e deixa um conselho a todas as mulheres que sofrem às mãos de maridos ou namorados: "Não sofram! Ganhem coragem, participem deles".

  • O que dizem os líderes partidários e cabeças de lista na hora de ir votar

    Europeias 2019

    O apelo ao voto é a tónica dominante em todas as declarações que pode ver e ouvir aqui.