Reportagem Especial

SIC foi à procura de tudo o que está em nome de Berardo

Reportagem na íntegra

ANTÓNIO COTRIM

Luís Manso

Luís Manso

Jornalista

José Berardo está a passar património da Fundação Berardo para outras entidades do universo do empresário.

A SIC teve acesso a um documento que mostra que o comendador passou para a associação de coleções, na qual ocupa o cargo de presidente, o Hotel da Quinta do Monte, no Funchal.

Veja aqui o documento

Em causa, supostamente, está uma dívida da Fundação José Berardo, de quase 90 milhões de euros. Sabe-se agora que esta mesma Fundação, criada pelo empresário há três décadas, corre o risco de falir.

Berardo é a personagem principal da Reportagem Especial

Tem ainda o museu no CCB que, desde 2006, de acordo com os números a que a SIC teve acesso, contou com apoios do Estado superiores a 30 milhões de euros. E são os títulos da associação ligada a este museu que Berardo deu como garantias, e não as obras de arte, para pedir centenas de milhões de euros para comprar ações do BCP.

Os apoios do Estado

Berardo usou nestas operações duas entidades, incluindo a Fundação Berardo. Deixou na banca uma dívida de quase mil milhões, uma dívida que diz não ser dele.

Diz ainda que não tem património. A SIC foi à procura de tudo o que está em nome do empresário, incluindo o apartamento de Lisboa, que pertence agora a uma sociedade imobiliária, sendo Berardo o Presidente.

Um dos homens mais ricos de Portugal

Joe Berardo já foi considerado um dos homens mais ricos do País. Fez fortuna na África do Sul. Regressou há três décadas a Portugal, como um empresário de sucesso. Tem vários museus espalhado pelo País e prepara-se para abrir mais espaços culturais.


É também responsável por uma das maiores dívidas à banca. São quase mil milhões de euros que estão a ser reclamados pela Caixa Geral de Depósitos, pelo BCP e pelo Novo Banco.

Entrevista ao DN da Madeira em 1987

Numa das primeiras entrevistas que deu ao Diário de Notícias da Madeira em 1987, Berardo é apresentado como o homem ouro com investimentos em Portugal, Canadá, Inglaterra e Austrália.

Diz ao jornal que "não é conveniente ter os ovos todos no mesmo cesto, seja onde for".

Por esta altura, já andava no arquipélago em negócios: compra parte da empresa madeirense de tabacos, adquire a Quinta do Monte e ainda os hotéis do grupo Savoy um ano depois, em 1988.

Criou a Fundação José Berardo, uma Instituição Particular de Solidariedade Social e começou a transferência de património.

Parte I (Leia aqui)

Parte II (Leia aqui)

Luís Manso com Marta Caires - SIC