Ranking das Escolas 2020

Ranking das escolas. Médias dos exames nacionais subiram entre 2 a 3 valores

No ano letivo passado, os exames nacionais realizaram-se apenas nas disciplinas de acesso ao ensino superior. O ranking SIC/Expresso mostra que foi registada uma subida das médias. O número de provas com classificação entre os 19 e os 20 valores duplicou.

Ranking 2020. Veja AQUI em que lugar ficou a sua escola

No primeiro ano de pandemia, os exames nacionais realizaram-se apenas nas disciplinas de acesso ao ensino superior e as médias subiram, em alguns casos, dois e três valores.

No atípico ano de 2020, depois de dois meses em casa, os alunos regressaram para os exames nacionais. Para minimizar desigualdades, os exames tinham uma parte facultativa. Com menos exames, as médias subiram em quase todas as disciplinas com quase o dobro de provas classificadas entre os 19 e os 20 valores.

Norte no topo da tabela


No retrato do País, o cimo da tabela continua a situar-se no norte e a pertencer aos privados.

No ranking SIC-Expresso, e com mais de 100 exames, sem surpresas está o Colégio Nossa Senhora do Rosário, no Porto, com 17,62, em segundo o Colégio D. Diogo de Sousa, em Braga, com 17,27, e o Grande Colégio Universal, no Porto, 17,14. Todos acima dos 17 valores.

Quando analisadas as disciplinas de acesso ao ensino superior, a média de matemática, no Colégio Nova Encosta, em Paços de Ferreira (18,98) chegou quase aos 19 valores. Se olharmos para a escola pública, na Secundária de Vouzela (18,93) a média foi próxima.

Já a Biologia, o melhor resultado pertence ao Grande Colégio Universal, no Porto, com 17,81, e à Secundária Infanta D. Maria, em Coimbra, com 16,01, distam quase dois valores.

A Física e Química destacam-se no Colégio Nossa Senhora do Rosário (17,64) e na Básica e Secundária de Murça (16,39).

Já a Português, o Grande Colégio Universal, no Porto (17,01) tem a melhor média. No público, a Básica e Secundária de Arga e Lima, em Viana do Castelo (15,12).