Saúde e Bem-estar

Documento comprova que ministra da Saúde cortou PPP

Documento comprova que ministra da Saúde cortou PPP

Recurso às entidades privadas foi riscado por Marta Temido.

António Costa admite que as críticas de Marcelo Rebelo de Sousa a um modelo sem parcerias público-privadas na saúde foram tidas em conta. As declarações do primeiro-ministro surgem depois do recuo do PS, que admite agora a existência de PPP. Uma posição que chocou o Bloco de Esquerda, por considerar que houve um desrespeito pelo que tinha sido negociado.