Notícias

Português lidera a maior organização internacional de apoio aos doentes de cancro pediátrico

30.10.2020 11:34

João de Bragança, presidente da Acreditar, Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro é o novo presidente da Childhood Cancer Internacional (CCI)

A CCI, a maior organização de apoio aos doentes de cancro pediátrico, é uma organização global, sem fins lucrativos, dirigida por pais, que representa mais de 170 organizações em mais de 90 países, em cinco continentes. Fundada em 1994, é reconhecida mundialmente como a entidade que representa as crianças, adolescentes e jovens adultos com cancro, e também os sobreviventes, e suas famílias. A CCI trabalha em parceria com organizações internacionais de desenvolvimento, formuladoras de políticas, organizações da sociedade civil, médicos e outros profissionais da área, nomeadamente a Organização Mundial de Saúde e o SIOP (International Society of Paediatric Oncology).

A CCI pretende criar um mundo onde o direito à saúde e bem-estar das crianças e adolescentes com cancro, sobreviventes e famílias seja protegido e promovido. Também quer garantir o acesso rápido e com custos acessíveis a cuidados de qualidade, desde o diagnóstico até ao período de follow-up, independentemente da localização de cada doente.

Neste sentido, em conjunto com outros parceiros, é parte integrante do Global Initiative on Childhhood Cancer (GICC), um projecto da OMS que visa aumentar, até 2030, a esperança de vida global das crianças e jovens adultos para 60%, permitindo com isso salvar um milhão de vidas.

Prioridades enquanto presidente

Para este mandato, que termina em 2023, João de Bragança elegeu como prioridades a estabilidade financeira que permita ao CCI implementar projectos fundamentais para os doentes, em particular em países de médio e baixo rendimento; o reforço da coesão interna da Organização e a maior partilha de experiências, numa altura em que a pandemia limita, ou mesmo impede, encontros presenciais; o fortalecimento de parcerias com outras organizações que complementem as actividades do CCI no terreno; um trabalho mais próximo com os sobreviventes, pugnando por uma sobrevivência de qualidade. Por último, mas não menos importante, a manutenção da oncologia pediátrica na ordem do dia, numa altura em que todos os holofotes apontam noutras direcções.

"Para a Acreditar, fundadora do CCI, é um reconhecimento internacional pelo trabalho que a associação faz na área da oncologia pediátrica há 26 anos", pode ler-se no comunicado que a instituição enviou aos meios de comunicação.

Últimas Notícias