Varíola dos macacos

Varíola dos macacos: novo método de administração pode aumentar a quantidade de vacinas

Varíola dos macacos: novo método de administração pode aumentar a quantidade de vacinas
David Talukdar/Getty Imagens
Novo método de administração da vacina recebeu uma autorização de emergência nos EUA

As autoridades sanitárias dos Estados Unidos da América esperam que um novo método de administração da vacina contra a varíola dos macacos quintuplique a quantidade de vacinas disponíveis no país.

O novo método recebeu uma autorização de emergência na terça-feira da entidade reguladora (FDA, na sigla em Inglês).

"É uma mudança de paradigma", garantiu o coordenador da equipa de resposta da Casa Branca à doença da varíola dos macacos, Robert Fenton, durante uma conferência de imprensa.

No que consiste o novo método?

O novo método consiste na administração por via intradérmica de duas doses da vacina que, juntas, utilizam apenas um quinto da quantidade total do composto que normalmente se usa para vacinar os doentes.

As autoridades federais estimam que, desta forma, o número de vacinas postas à disposição dos Estados aumentará até aos 2,2 milhões.

O secretário da Saúde dos EUA, Xavier Becerra, declarou na semana passada uma emergência sanitária nacional pelo surto da varíola dos macacos nos EUA.

Os EUA têm registados quase nove mil casos de contágio com a doença, que provoca febre e erupções cutâneas, normalmente na zona genital ou anal. Os EUA não registaram até agora mortes por esta doença.

Últimas Notícias
Mais Vistos