Cultura

Cantor R. Kelly nega acusações de abuso sexual

Handout .

Emocionado, o norte-americano revelou estar a lutar pela vida.

O cantor R. Kelly negou, na terça-feira, em entrevista ao programa CBS This Morning, ser culpado das dez acusações de abuso sexual contra quatro mulheres, três das quais menores, de que é alvo, alegando que está a lutar pela sua vida.

O cantor de R&B, que foi libertado sob fiança de cem mil dólares (cerca de 88 mil euros), após a sua prisão a 22 de fevereiro, em Chicago, deu a primeira entrevista televisiva a Gayle King, no programa da CBS This Morning.

R. Kelly insistiu não ser culpado dos dez crimes de abuso sexual, físico e emocional de que é acusado, e classificou as alegações como "estúpidas", "não verdadeiras" e "injustas". "Se são velhos rumores, novos rumores, rumores futuros, não são verdadeiros", afirmou Kelly.

Quando Gayle King insistiu em questioná-lo sobre as acusações, R. Kelly respondeu com raiva: "Pare com isso! Eu não fiz estas coisas! Não sou eu!".

Em lágrimas, o artista disse: "Estou a lutar pela minha vida".

A correspondente nacional da CBS News, Jericka Duncan, disse no programa CBS Evening News que a entrevista completa durou cerca de uma hora e 20 minutos. A CBS está a planear transmitir também entrevistas com as duas mulheres que atualmente vivem com Kelly, uma delas cujos pais dizem que está a ser mantida em casa do artista contra a sua vontade.

A este respeito, o cantor afirmou que "isso é estúpido" e "sim, claro, agora eu acho que preciso de ser um monstro e manter raparigas contra a sua vontade, acorrentá-las na minha cave e não as deixar comer ou sair".

R. Kelly, de 52 anos, que foi absolvido de acusações de pornografia infantil em 2008, tem negado constantemente as acusações de abusos sexuais, mas o caso voltou a ser noticiado em janeiro depois de as autoridades terem investigado novas suspeitas de crime, na sequência de uma série documental exibida no canal televisivo Lifetime.

O artista foi formalmente acusado de dez crimes de abusos sexuais agravados, envolvendo quatro mulheres, incluindo três que eram menores à data, em que a acusação alega que os abusos terão ocorrido pelo menos desde 1998.

Músico premiado com três Grammy, R. Kelly começou a carreira na década de 1990 com o álbum a solo "12 Play" e escreveu temas para artistas como Lady Gaga, Celine Dion e Michael Jackson. "I believe I can fly" é um dos seus temas de sucesso.

Lusa