Cultura

Teatro São Carlos adapta ópera de Giuseppe Verdi às novas regras da pandemia

O espetáculo foi transformado num concerto com o Coro do Teatro Nacional de São Carlos e a Orquestra Sinfónica Portuguesa.

Fazer espetáculos durante a pandemia é um desafio. Na ópera, o coro e a orquestra tiveram de se adaptar às regras. No Teatro Nacional de São Carlos há novas regras.

A ópera “Ernani” de Giuseppe Verdi foi adaptada, transformando-se num concerto com o Coro do Teatro Nacional de São Carlos e a Orquestra Sinfónica Portuguesa.

Para os músicos, há uma distância de 1,5 metros; para os coralistas, foi criada uma estrutura vertical que assegura a distância de segurança. As máscaras são um elemento obrigatório durante todo o espetáculo, exceto para os músicos de instrumentos de sopro e para os cantores.

Na plateia, as regras já são conhecidas: lotação reduzida com lugares vazios para garantir a distância do público.

A última ópera da temporada do Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa, estreia na próxima segunda-feira.