Cultura

À espera de “Matrix 4”

Opinião

O novo episódio de "Matrix" surge dezoito anos depois da conclusão trilogia inicial

Conseguirá o novo capítulo de “Matrix” revalorizar e reinventar o grande espectáculo? “The Matrix Resurrections” tem estreia marcada para o mês de dezembro.

Há dias, a divulgação do trailer do filme “Matrix 4”, de Lana Wachowski, reabriu a nossa curiosidade por um modelo de espectáculo que, como se diz na gíria, aplica muitos “efeitos especiais”…

Quanto mais não seja por uma questão de respeito pela complexidade da história dos filmes, vale a pena lembrar que a noção corrente de efeitos especiais é, no mínimo, redutora: primeiro, porque esquece que a manipulação das imagens é tão velha como o próprio cinema (será preciso recordar os prodígios de Georges Méliès, a começar pela sua mítica “Viagem à Lua”, lançada em 1902?); depois, porque menospreza a arte de contar histórias, confundindo o próprio espectáculo com a banal ostentação dos prodígios gerados pela tecnologia.

Ora, vale a pena recordar que a trilogia inaugural de “Matrix”, iniciada há mais de duas décadas — “The Matrix” (1999), “The Matrix Reloaded” (2003) e “The Matrix Revolutions” (2003) — reabriu uma velha linha temática, não apenas da ficção científica, mas em boa verdade das narrativas fantásticas. Assim, a odisseia de Neo e Trinity (respectivamente Keanu Reeves e Carrie-Anne Moss, ambos de regresso no novo filme) relançou a dicotomia realidade/sonho, agora através dos poderes imponderáveis dos computadores: no mundo de Matrix questionar os limites da experiência humana pode ter tanto de tragédia como de redenção.

Nesta perspectiva, sejam quais forem os resultados práticos, o aparecimento deste quarto capítulo da saga — cujo título exacto é “The Matrix Resurrections” — aposta, pelo menos, em voltar a diversificar a oferta dos grandes estúdios de Hollywood (Warner, neste caso). Dito de outro modo: há mais mundos para lá das rotinas instaladas de super-heróis e seus derivados. Aguardemos por meados de dezembro, altura do lançamento global de “The Matrix Resurrections”.