Cultura

"Guerra dos Tronos: House of the Dragon" chegou à aldeia histórica de Idanha-a-Nova

REPRODUÇÃO/TWETTER: House of The Dragon

Spin-off estreia no próximo ano.

A produção da série de ficção "Guerra dos Tronos: House of the Dragon" avança após a divulgação do trailer oficial em território português. As filmagens começaram esta segunda-feira, em Idanha-a-Nova, Castelo Branco.

O ator que encarna a personagem de Daemon Targaryen surge como narrador no trailer e anuncia "Deuses. Reis. Sangue. Fogo". Apesar dos dragões não surgirem no vídeo, o elemento-chave da casa Targaryen está bem presente e deixa o suspense no ar.

Com o decorrer das filmagens para o spin-off, o Município anunciou restrições em diferentes áreas de acesso. As filmagens vão decorrer em três áreas distintas nas localidades de Monsanto e Penha Garcia, que irão decorrer até 3 de novembro.

Para além do condicionamento de trânsito, o Castelo de Monsanto estará interdito a residentes e visitantes da Aldeia Histórica de Monsanto, entre o dia 18 de outubro e 13 de novembro.

Após o sucesso da série "Guerra dos Tronos", baseada nas obras de George R.R. Martin, os fãs anseiam pelo lançamento deo spin-off "House of the Dragon", para descrever os eventos que antecederam a sequência de "Guerra dos Tronos".

A plataforma streaming HBO vai lançar a série no próximo ano, 10 anos após a estreia de "Guerra dos Tronos". O spin-off vai retroceder 200 anos, com especial enfoque no reinado da casa Targaryen, uma das mais influentes do universo "Guerra dos Tronos", e na história dos sete reinos.

Além de Matt Smith, o elenco da nova série conta com Emma D’Arcy (Princesa Rhaenyra Targaryen), Paddy Considine (Viserys Targaryen), Olivia Cooke (Alicent Hightower), Rhys Ifans (Otto Hightower), Eve Best (Princesa Rhaenys Velaryon), Steve Toussaint (Corlys Velaryon).

VEJA TAMBÉM:

  • Esqueçam o atrás...

    Tenham noção

    O recado de Rodrigo Guedes de Carvalho sobre redundâncias. Tenham noção que dizer ou escrever "há cinco anos atrás", "subir para cima" ou "descer para baixo" é desnecessário.

    SIC Notícias