Desporto

Benfica terá tido acesso indevido a 28 processos

Benfica terá tido acesso indevido a 28 processos

Segundo o despacho de acusação, o arguido José Silva do processo e-toupeira acedeu a um total de 28 processos, para obter informações que depois transmitiu a Paulo Gonçalves. Entre os casos que foram vasculhados pelo funcionário judicial, estão inquéritos tão diferentes como o dos emails do Benfica ou o dos bilhetes oferecidos pela GALP para o Euro 2016.

  • Caso “E-Toupeira”: como tudo começou
    2:34

    Desporto

    Ficou conhecido esta quarta-feira o teor da acusação do Ministério Público no caso “E-Toupeira”, em que o Benfica e Paulo Gonçalves são arguidos por corrupção. Um caso que foi tornado público há menos de 6 meses, mas que já estava a ser investigado pelos procuradores desde 2017. Recordamos como tudo começou.

  • Quem é Paulo Gonçalves?
    2:05

    Desporto

    Paulo Gonçalves está há vários anos no mundo do futebol, mas na última década tem trabalhado no departamento jurídico do Benfica. O advogado começou por colaborar com o FC Porto, passou pelo Boavista até ser peça fundamental na estrutura encarnada.

  • Os crimes dos quatro arguidos do processo e-toupeira
    1:33

    Desporto

    O Ministério Público acusou a SAD do Benfica de 30 crimes no processo e-toupeira: um de corrupção ativa, um de oferta ou recebimento indevido de vantagem e 28 de falsidade informática. Paulo Gonçalves está indiciado por 80 crimes. Em relação aos outros arguidos, ambos estão implicados em 76 crimes.

  • Ministra reitera que grandes obras nos centros de saúde estão garantidas
    2:13