Desporto

Carlos Ramos não vai arbitrar nenhum encontro das irmãs Williams no US Open

Uma das polémicas que marcou o ano desportivo envolveu a tenista norte-americana Serena Williams e o árbitro português Carlos Ramos, durante a final do Open dos EUA

USA Today Sports

Decisão após a polémica na final feminina de 2018.

O português Carlos Ramos não vai arbitrar qualquer encontro das norte-americanas Serena e Venus Williams no US Open, anunciou este sábado a organização do último 'Grand Slam' da temporada, após a polémica na final feminina de 2018.

"É uma decisão coletiva, queremos focar-nos na competição", afirmou Stacey Allaster, da Federação Norte-americana de Ténis, que organiza o torneio, em 2018 marcado pela final entre a japonesa Naomi Osaka e Serena Williams.

A norte-americana recebeu três advertências por violações de regulamento, a última das quais por chamar "ladrão" ao árbitro, exigindo um pedido de desculpas e garantindo que o português nunca mais arbitraria um encontro seu. Williams qualificou também a atitude de Carlos Ramos de "sexista".

Carlos Ramos aplicou um jogo de penalização da Serena Williams, que acabaria por perder a final para Naomi Osaka, por 6-4 e 6-2.

Allaster realçou que não foi feito qualquer pedido por parte das Williams para afastar Ramos, enquanto o responsável pela arbitragem do US Open, Sören Friemel, afirmou que o torneio já tomou esta medida em situações anteriores.

"O nosso objetivo é designar o melhor árbitro de cadeira para cada encontro, (...) tento em conta todos os fatores. Não é a primeira vez que tomamos boas decisões para o torneio, para os jogadores, para os árbitros também, de não os nomear para esses encontros", afirmou Sören Friemel.

Lusa

  • "Quando estou com os avós sinto-me feliz"

    Desafios da Mente

    As investigações apontam que as crianças que têm avós envolvidos na prestação de cuidados podem ter melhores índices de saúde mental, como uma redução do risco de sintomas depressivos e de comportamentos desviantes, bem como melhor desenvolvimento cognitivo. Em Portugal, o Dia dos Avós celebra-se a 26 de julho. A data foi instituída pela Assembleia da República, em 2003.

    Mauro Paulino