Desporto

Seleção portuguesa viaja para Paris mais tarde do que estava planeado devido à covid-19

Diogo Pinto (FPF)

Portugal defronta no domingo a França, naquele que será o regresso dos campeões europeus ao Stade de France, após o histórico triunfo de 2016, na final do Europeu.

Portugal volta este sábado a treinar na Cidade do Futebol, em Oeiras, e viaja durante a tarde até Paris, um dia mais tarde do que estava inicialmente planeando, devido a novo caso positivo da covid-19 nos campeões europeus.

O caso de Anthony Lopes, que foi imediatamente excluído do estágio, esteve na origem de alterações no programa da seleção das 'quinas', no que respeita à viagem para a capital gaulesa, onde no domingo defronta a França, na terceira jornada da Liga A da Liga das Nações, mas também em termos de treinos.

Com o positivo do guarda-redes, a seleção nacional vai na véspera desse duelo voltar a trabalhar na Cidade do Futebol e falha o habitual treino de adaptação ao relvado do encontro, neste caso o Stade de France.

Portugal tem uma sessão agendada para as 10:30 e de seguida, às 12:30, igualmente na Cidade do Futebol, o selecionador Fernando Santos, no dia em que celebra 66 anos, e um jogador ainda a designar vão fazer em conferência de imprensa a antevisão do embate com os atuais campeões mundiais.

Os jornalistas não terão acesso à sala de imprensa e as perguntas serão colocados através de uma aplicação móvel, como tem acontecido desde setembro, como medida de prevenção em plena pandemia da covid-19.

Caso tudo se mantenha como planeado, a comitiva lusa viaja para a capital francesa durante a tarde.

Na sexta-feira, Fernando Santos contou com 25 jogadores no treino, sessão que ainda não teve a presença de Bruno Varela, chamado para ocupar o lugar deixado vago por Anthony Lopes.

Anthony Lopes foi o segundo jogador a ser dispensado da equipa das 'quinas' devido a teste positivo à covid-19, depois do defesa central José Fonte, que cedeu o lugar na terça-feira a Domingos Duarte.

Em relação à convocatória inicial, registou-se também a ausência do defesa Mário Rui, que ficou impedido de sair de Itália devido à deteção de vários casos de covid-19 no plantel do Nápoles. Para o seu lugar, chegou Nuno Sequeira, do Sporting de Braga.

Portugal defronta no domingo a França, naquele que será o regresso dos campeões europeus ao Stade de France, após o histórico triunfo de 2016, na final do Europeu, num embate entre os dois primeiros classificados do Grupo 3.

No agrupamento da Liga A, lusos e franceses somam seis pontos, com a formação das 'quinas' a ter vantagem na diferença de golos, enquanto Suécia e Croácia seguem com zero.

A equipa de Fernando Santos iniciou a janela de jogos de outubro na quarta-feira, com um empate a zero frente à Espanha, num Estádio José Alvalade, em Lisboa, que teve direito a 2.500 adeptos nas bancadas.