Desporto

Festejos do Sporting. "É um falhanço total das autoridades"  

Opinião

A análise de Bernardo Ferrão aos festejos em tempo de pandemia de covid-19.   

Bernardo Ferrão considera que houve um "falhanço total das autoridades" nos festejos do Sporting e dos adeptos, ao longo de terça-feira.

No Primeiro Jornal, da SIC, questiona o planeamento que o secretário de Estado do Desporto tinha anunciado na segunda-feira.

"O que nós vimos ontem foi o descontrolo total. E o descontrolo total viu-se em vários momentos", afirma.

Bernardo Ferrão diz que a conferência de imprensa da PSP foi feita "tarde e a más horas", às 16:00, quando os adeptos já estavam reunidos junto ao Estádio José Alvalade.

Considera que a festa devia ter sido feita dentro do estádio e que a volta do autocarro ao Marquês de Pombal foi "desnecessária". Defende ainda que, durante a semana, as autoridades deviam ter "criado ambiente de que era perigoso haver aquela concentração".

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros