Desporto

Benfica SAD e Sport Lisboa e Benfica não foram constituídos arguidos

Quality Sport Images

Clube confirma as buscas nas instalações.

O Benfica emitiu um comunicado. O Clube da Luz confirma que as instalações foram esta quarta-feira objeto de buscas no âmbito de uma investigação envolvendo o presidente do Conselho de Administração, Luís Filipe Vieira.

No entanto, sublinha que nem o Benfica SAD nem o Sport Lisboa e Benfica foram constituídos arguidos no âmbito desta investigação, tendo sido prestada toda a colaboração solicitada pelas autoridades.

"As funções desempenhadas pelo Presidente do Conselho de Administração serão, na medida que se mostre necessária, asseguradas nos termos previstos na lei e nos estatutos", lê-se na nota.

Luís Filipe Vieira detido

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, foi esta quarta-feira detido. Vai ser presente na quinta-feira ao juiz Carlos Alexandre e deverá passar a noite na prisão. Em causa estão suspeitas de abuso de confiança, burla qualificada, falsificação, fraude fiscal e branqueamento.

Vieira vai ser presente na quinta-feira ao juiz Carlos Alexandre e deverá passar a noite na prisão.

A investigação envolve negócios e financiamentos superiores a 100 milhões de euros com prejuízos para o Estado.

Além de Luís Filipe Vieira, foram detidas outras três pessoas: o filho de Luís Filipe Vieira, José António dos Santos, conhecido por "Rei dos frangos", e Bruno Macedo, empresário de Braga ligado ao futebol.

A Procuradoria Geral da República (PGR) confirma a detenção de Luís Filipe Vieira.

Segundo a PGR, as detenções foram efetuadas "com vista a acautelar a prova, evitar ausências de arguidos e a prevenir a consumação de atuações suspeitas em curso".

Diz também que forma cumpridos cerca de 45 mandados de busca a instalações de sociedades, domicílios, escritórios de advogados e uma instituição bancária, que decorreram em Lisboa, Torres Vedras e Braga.

ANTÓNIO PEDRO SANTOS