Desporto

Patrícia Mamona e Pedro Pichardo nomeados para atleta europeu do ano

Patrícia Mamona conquista a medalha de prata no triplo salto.

Dylan Martinez

A votação encerra em 3 de outubro.

O campeão olímpico do triplo salto Pedro Pichardo e a vice-campeã olímpica da mesma disciplina Patrícia Mamona estão entre os nomeados para atleta europeu do ano, anunciou esta terça-feira a Associação Europeia de Atletismo.

Através da rede social Twitter, a 'European Athletics' deu conta das nomeações, destacando a medalha de prata em Tóquio2020, além do título europeu 'indoor' e a segunda melhor marca mundial do ano de Patrícia Mamona.

A portuguesa concorre ao prémio feminino contra várias campeãs olímpicas, como a holandesa Sifan Hassan, bicampeã olímpica (5.000 e 10.000 metros), a belga Nafissatou Thiam ou a alemã Malaika Mihambo, entre outras.

No masculino, Pichardo será um dos favoritos à vitória no galardão, com a associação a destacar o título olímpico, o primeiro para Portugal desde Nelson Évora em Pequim2008.

JEAN-CHRISTOPHE BOTT

Outros resultados de monta do saltador português em 2021 surgem na publicação, como a vitória na Liga Diamante, o título europeu 'indoor' e os 17,98 metros que constituem a melhor marca mundial do ano.

Na lista estão outros campeões em Tóquio2020, como os noruegueses Jakob Ingebritsen e Karsten Warholm, os suecos Daniel Stahl e Armand Duplantis, o italiano Marcell Jacobs, o polaco Dawid Tomala ou o grego Miltiadis Tentoglou.

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia