Desporto

Mundial de Futsal: presidente da FPF saúda "heróis de Kaunas" e evoca "inolvidável aventura"

Angel Martinez - FIFA

Fernando Gomes diz que "não há palavras para descrever a alegria pela conquista" da seleção de futsal.

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, classificou este domingo a conquista do título mundial de futsal de "inolvidável aventura" e saudou os "heróis de Kaunas", alargando a distinção aos que antes "trabalharam para a afirmação" da modalidade.

"Não há palavras para descrever a alegria pela conquista do primeiro título de campeão do mundo numa modalidade de pavilhão. Os heróis de Kaunas não são apenas os que estiveram em campo e aqueles que a seu lado os dirigiram e acompanharam durante esta inolvidável aventura, são também todos aqueles que trabalharam ao longo de muitos anos para a afirmação do futsal a nível internacional", refere a mensagem enviada por Fernando Gomes.

Para o dirigente, este é "um momento glorioso e único que perdurará na nossa memória e que ficará eternamente gravado na história do futsal mundial".

"Tenho naturalmente de destacar o grupo unido, solidário, coeso e cheio de talento, brio e coragem que nos levou nesta derradeira etapa à conquista do título mundial. Fica, pois, a minha mais profunda gratidão a estes jogadores, treinadores e restante equipa pelo que nos deram", acrescenta.

O presidente federativo acaba por colocar em evidência o selecionador, Jorge Braz, "pelo incomensurável mérito que ele e a sua competente equipa técnica tem neste trajeto fantástico da seleção nacional".

"O seu trabalho e, por acréscimo, os resultados conquistados, são a prova da nossa escolha acertada, da sua enorme qualidade e dedicação", refere.

A seleção portuguesa de futsal sagrou-se hoje pela primeira vez campeã mundial, ao vencer por 2-1 a Argentina, que detinha o título, na final do Campeonato do Mundo de 2021, disputada em Kaunas, na Lituânia.

Portugal, que tinha como melhor resultado de sempre na competição o terceiro lugar alcançado em 2000, na Guatemala, tornou-se o quarto país a erguer o troféu, depois de Brasil, Espanha e Argentina, juntando o título mundial ao europeu, que conquistou, também pela primeira vez, em 2018, na Eslovénia.

► VEJA MAIS: