Desporto

Associação dos Jornalistas de Desporto quer que "adeptos sejam levados à justiça"

Associação dos Jornalistas de Desporto quer que "adeptos sejam levados à justiça"
MB Media/Getty Imagens
O CNID - Associação dos Jornalistas de Desporto "lamenta e condena" as agressões de que foram vítimas vários jornalistas no final do Vitória SC - Hajduk Split.

À saída do estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, os adeptos croatas do Hajduk Split romperam o cordão policial e agrediram pelo menos um jornalista. Os croatas, que ficaram retidos no estádio até que os adeptos do Vitória SC dispersassem, carregaram na direção da comunicação social, arremessando objetivos e obrigando a que a PSP disparasse balas de borrachas.

Um dos adeptos chegou mesmo a agredir um repórter de imagem, pontapeando-o. O agressor foi detido e, de acordo com a PSP, será presente a juiz.

Em reação a estes incidentes, o CNID - Associação dos Jornalistas de Desporto "lamenta e condena as agressões de que foram vítimas vários jornalistas, particularmente repórteres de imagem de televisões", lê-se no comunicado enviado esta quinta-feira às redações.

Os autores das agressões, bem documentadas em imagens, foram adeptos do clube croata, que empurraram e deitaram ao chão repórteres que os filmavam legitimamente. O CNID - Associação dos Jornalistas de Desporto espera - ainda que sem muita esperança - que esses adeptos sejam levados à justiça e que os repórteres sejam indemnizados.

Ainda assim, o CNID lembra que estas situações sucedem-se "a outras bem recentes, reportadas na sexta-feira passada junto ao Estádio da Luz e de que foi vítima uma equipa de reportagem da TVI/CNN".

Neste sentido, a associação "chama a atenção das autoridades policiais para a necessidade de garantir a integridade física dos Jornalistas em serviço".

São casos lamentáveis e que podem ser evitáveis com mais atenção das autoridades e também melhor coordenação quanto aos locais escolhidos

Últimas Notícias
Mais Vistos