Desporto

Treinador português despedido do Al Ahly

Treinador português despedido do Al Ahly
Carlos Rodrigues

Ricardo Soares foi demitido do clube egípcio pouco mais de um mês após ter sido contratado ao Gil Vicente.

O Al Ahly, que terminou o campeonato egípcio de futebol no terceiro lugar, anunciou esta quarta-feira a demissão do treinador português Ricardo Soares, pondo fim à primeira experiência no estrangeiro do técnico de 47 anos.

"A direção do clube agradece a Ricardo Soares e à sua equipa técnica pelo período em que assumiram a responsabilidade, com apreço sincero pelo grande esforço que fizeram e as suas tentativas contínuas de dar tudo, seja no treino ou em jogos", pode ler-se numa curta nota do clube egípcio.

Fonte próxima do treinador deu conta à Lusa de que o técnico foi surpreendido pela saída, uma vez que já estava a preparar a próxima temporada, com uma mudança no corpo diretivo do clube apontada como decisiva para esta decisão. Uma polémica entre o clube e a Federação egípcia, em torno de quem gere a arbitragem naquele país, fez com que vários jogadores da equipa principal fossem de férias, 'obrigando' o técnico a jogar com juniores em várias partidas.

No campeonato ganho pelo Zamalek, do português Jesualdo Ferreira, o Al Ahly acabou em terceiro, com 70 pontos, a sete dos campeões e a um do segundo lugar, tendo fechado terça-feira a prova com uma goleada por 4-0 ao Ceramica Cleopatra.

O técnico luso tinha deixado o Gil Vicente, que conduziu ao quinto lugar na I Liga em 2021/22, apurando o emblema para a Liga Conferência Europa, antes de assumir o desafio no Egito. No campeonato, somou sete vitórias, cinco empates e duas derrotas, com apenas três golos sofridos e 18 marcados.