Desporto

Duas surpresas maiores em sábado recheado de Taça de Portugal

Duas surpresas maiores em sábado recheado de Taça de Portugal
JOSÉ SENA GOULÃO

Caíram duas equipas da Primeira Liga.

O Benfica, líder da I Liga de futebol, necessitou este sábado dos penáltis para afastar o Caldas e manter-se na edição 2022/23 da Taça de Portugal, numa terceira ronda em que os também primodivisionários Marítimo e Santa Clara perderam.

No Campo da Mata, em Caldas da Rainha, Petar Musa marcou para as 'águias', aos 53 minutos, mas Gonçalo Barreiras empatou para o 'vice' da Série B da Liga 3 (L3), aos 74, estabelecendo o 1-1 no final do tempo regulamentar, que persistiria no prolongamento.

No desempate através da marca dos 11 metros, o Benfica marcou cinco penáltis, contra três do Caldas, que viu Clemente errar o alvo logo na primeira tentativa, abrindo caminho ao triunfo do recordista de troféus, com 26, que disputou o 500.º jogo na prova 'rainha'.

JOSE SENA GOULAO

Com o quarto êxito de sempre dos 'encarnados' em desempates por penáltis para a Taça de Portugal, a equipa do alemão Roger Schmidt prossegue invicta esta temporada (14 vitórias e quatro empates), mas só triunfou em uma das últimas cinco partidas, quando restam seis dias para a visita ao FC Porto, no clássico da 10.ª jornada do campeonato.

Numa fase da prova em que os 18 clubes primodivisionários atuam fora de casa, o papel de 'tomba-gigantes' é, para já, dividido por dois emblemas da II Liga, casos de Tondela e Mafra, que, em 2021/22, só vacilou nas meias-finais com os beirões, finalistas vencidos.

PAULO NOVAIS

Se os tondelenses, que na época passada desceram ao escalão secundário, venceram o Santa Clara, 16.º e antepenúltimo da I Liga, por 2-0, os mafrenses derrotaram o lanterna-vermelha Marítimo, que continua sem triunfar em 2022/23, por 4-2, após prolongamento.

JOSÉ SENA GOULÃO

Nos restantes jogos entre clubes dos dois escalões profissionais, o Famalicão superou o Trofense pela margem mínima (1-0) e o Vizela precisou do desempate por penáltis (2-1) para ultrapassar o Penafiel, após empate 3-3 no final dos 90 minutos e do tempo extra.

Arouca e Vitória de Guimarães, outro antigo vencedor da prova, 'selaram' a continuidade na prova face a Fontinhas (2-0) e Canelas 2010 (3-1), respetivamente, ambos da Liga 3, tal como o Gil Vicente se impôs frente ao Serpa (3-0), do Campeonato de Portugal (CP).

Já o Nacional bateu a Oliveirense (3-1, após prolongamento), num jogo entre emblemas da II Liga, patamar no qual militam o Farense, que ganhou na casa do 'vizinho' Imortal (CP), por 3-0, e o Académico de Viseu, vencedor por 1-0 na receção ao Oriental, um dos resistentes dos distritais na Taça de Portugal, a par de Courense e Sporting de Pombal.

Apenas um dos 12 jogos de ontem colocou frente a frente equipas do terceiro escalão, com o Belenenses, vencedor da prova 'rainha' em três ocasiões e líder da Série B, a perder a invencibilidade esta temporada no reduto da Sanjoanense, por 3-2, após prolongamento.

FC Porto, detentor do troféu e campeão nacional, Sporting e Sporting de Braga medem forças no domingo com Anadia, Varzim e Felgueiras, respetivamente, todos da Liga 3, num dia que contempla mais 17 encontros e as estreias dos também primodivisionários Paços de Ferreira, Boavista, Portimonense, Rio Ave, Casa Pia e Desportivo de Chaves.

Na sexta-feira, o Estoril Praia foi o primeiro representante da I Liga a entrar em ação, ao impor-se em Amora (L3), por 3-2, enquanto o Moreirense, líder invicto da II Liga, ganhou 3-0 em casa ao Vilafranquense (II) e o BSAD (II) bateu fora o Olhanense (CP), por 2-0.As partidas da quarta ronda da 83.ª edição da segunda prova mais importante do futebol português decorrem de 08 a 10 de novembro, com o sorteio agendado para terça-feira.