Desporto

Caso Santos vs Barcelona: Neymar arrisca prisão e poderá ficar de fora do Mundial

Caso Santos vs Barcelona: Neymar arrisca prisão e poderá ficar de fora do Mundial
Joan Mateu Parra
O jogador brasileiro está acusado de corrupção e fraude.

Neymar começou a ser julgado esta segunda-feira por alegadas irregularidades verificadas aquando da transferência do atacante brasileiro para o Barcelona, em 2013.

Nessa altura, a empresa DIS Esporte (empresa brasileira) detinha 40% dos direitos económicos do Neymar e acusou o jogador brasileiro, os pais e os dirigentes do Santos e do Barcelona de ocultarem os valores da negociação com o intuito de prejudicarem a empresa.

Em 2013 o Barcelona pagou cerca de 17,1 milhões de euros pelo jogador, com a empresa DIS a receber cerca de 6,84 milhões de euros pelo negócio.

Mais tarde o FC Barcelona revelou que a transferência de Neymar custou cerca de 57 milhões de euros e que a diferença foi paga à empresa NN Consultoria, pertencente aos pais do jogador. Uma investigação apurou que afinal o total da transação se situou nos 86,2 milhões de euros.

A acusação contra o jogador e os seus familiares e dirigentes trata-se de uma corrupção privada, entre particulares, um crime que existe no Código Penal espanhol desde 2014, mas não existe no Brasil.

O Ministério Público espanhol pede uma pena de prisão de cinco anos para o jogador e uma multa de 10 milhões de euros. Sandro Rosell arrisca uma pena de prisão de cinco anos e uma multa de 8,4 milhões de euros.

A DIS comprou os direitos do internacional em 2009, por 2 milhões, quando Neymar tinha 17 anos. Se a negociação oficial tivesse sido fechada em 86,2 milhões de euros, a empresa receberia cerca de 34,5 milhões de euros.

Caso seja acusado, Neymar arrisca uma pena de cinco anos de prisão e poderá ficar de fora do Mundial de futebol no Qatar.

Últimas Notícias