Desporto

Jovem Holger Rune bate Djokovic e conquista Masters 1.000 de Paris

Jovem Holger Rune bate Djokovic e conquista Masters 1.000 de Paris
CHRISTIAN HARTMANN

O dinamarquês alcança aos 19 anos o sucesso mais relevante da carreira.

O tenista dinamarquês Holger Rune conquistou este domingo o primeiro torneio Masters 1.000 da carreira, ao vencer em três 'sets' o sérvio Novak Djokovic, que detinha o troféu, na final da prova de Paris.

Rune, 18.º classificado do ranking mundial, entrou a perder frente ao sétimo classificado da hierarquia da ATP e antigo líder do ranking, mas deu a volta e conseguiu impor-se pelos parciais de 3-6, 6-3 e 7-5, após duas horas e 34 minutos de confronto.

O dinamarquês alcança aos 19 anos o sucesso mais relevante da carreira, tendo disputado a quarta final nos últimos quatro torneios no circuito masculino em que participou: venceu em Estocolmo e perdeu em Sófia e em Basileia (Suíça).

Uma única quebra de serviço foi suficiente para Djokovic, um dos melhores praticantes da história da modalidade, vencer o primeiro 'set', mas o dinamarquês respondeu na mesma moeda no segundo parcial, adiando a decisão para o terceiro.

Djokovic começou por se impor no serviço de Rune no terceiro 'set' e o dinamarquês devolveu o 'break' no jogo seguinte, voltando a 'quebrar' o adversário ao efetuar 6-5, o que lhe permitiu servir para fechar o encontro ao segundo 'match point', após uma longa sessão de vantagens para o sérvio.

Na hora do triunfo, as primeiras palavras de Rune foram para Djokovic, de 35 anos, 16 mais velho do que o prodígio dinamarquês: "És um dos meus jogadores preferidos. Via-te a jogar na televisão quando era pequeno", disse o novo campeão do Masters 1.000 de Paris, que nasceu em 2003, ano em que 'Djoko' iniciou a carreira profissional.

Depois de ter conquistado em Munique (Alemanha) o primeiro torneio da carreira, Rune deu uma demonstração de classe em Paris, onde eliminou cinco jogadores do 'top 10' mundial: Hubert Hurkacz (10.º), Andrey Rublev (nono), Carlos Alcaraz (primeiro, devido a abandono), Félix Auger-Aliassime (oitavo)e Djokovic (sétimo).

Últimas Notícias
Mais Vistos