Desporto

De baliza a baliza: o golo insólito do Benfica B

De baliza a baliza: o golo insólito do Benfica B
Canva
O guarda-redes Samuel Soares chutou de forma impressionante, de uma área à outra do campo, e acabou por marcar.

Um autogolo insólito do guarda-redes Miguel Santos, aos 65 minutos, impulsionou esta segunda-feira o Benfica B para uma reviravolta (2-1) na deslocação ao terreno do Trofense, em jogo da 12.ª jornada da II Liga de futebol.

A equipa da Trofa, que procura fugir aos lugares de despromoção (atualmente, na 16.ª posição com oito pontos), entrou mais forte na partida, acumulando várias oportunidades de golo ao longo da primeira parte.

Apesar de uma primeira oportunidade aos dois minutos, um remate por cima de João Neves, a equipa visitante não conseguiu, ao longo do primeiro tempo, converter a maior posse de bola em oportunidades de golo.

Aos 20 minutos, o Trofense ficou muito próximo de inaugurar o marcador, quando Vilson Caleir aproveitou um cruzamento rasteiro de Beni e disparou a centímetros do poste da baliza defendida por Samuel Soares.

Na sequência de um pontapé de canto, Mutsinzi, aos 32 minutos, desviou de cabeça um outro cabeceamento de Beni e fez dessa forma o 1-0 para o conjunto do Trofense.

Diogo Capitão ficou, aos 45+6, muito próximo de fazer golo através de um bom cabeceamento, naquela que foi a melhor oportunidade da equipa secundária da Luz em todo o primeiro tempo.

Na segunda parte, o Benfica B mostrou-se muito mais competente com bola e criou várias situações de finalização, criando vários momentos de aperto à defensiva do Trofense, que baixou visivelmente o bloco com o intuito de segurar o resultado.

Logo aos 49 minutos, Cher Ndour rematou à entrada da grande área com algum perigo para as mãos de Miguel Santos, antes de Luís Semedo também tentar a sua sorte (53), com um remate que obrigou o guarda-redes a fazer uma boa intervenção.

Luís Semedo, que estava a ser a principal ameaça ofensiva do Benfica, cabeceou pouco depois à trave (61), respondendo com perigo ao cruzamento de Rafael Rodrigues.

Aos 65 minutos, o guarda-redes Samuel Soares chutou de forma impressionante de uma área à outra, com a bola a atravessar todo o campo e a embater na barra, antes de desviar em Miguel Santos e entrar na baliza, naquele que foi o mais importante e insólito lance da partida.

O golo deu alento à equipa B dos encarnados, que pouco depois, após um alívio da defensiva do Trofense, viu Semedo a falhar isolado perante o guarda-redes da equipa da Trofa.

Face ao domínio forte do Benfica, o golo da vitória surgiu com naturalidade aos 81 minutos, por Luís Semedo, após uma boa jogada de Ndour pelo corredor esquerdo, fazendo o 2-1, resultado que se manteve até ao final da partida.

Com esta vitória, os comandados de Luís Castro atingiram a quarta vitória consecutiva, ocupando o terceiro lugar da II Liga, com 22 pontos, ao passo que o Trofense aumentou para cinco o número de jogos sem ganhar e está na 16.ª posição. Jogo no Estádio Clube Trofense, no Porto.

Últimas Notícias