Desporto

Manchester United anuncia "medidas apropriadas em resposta" à polémica entrevista de Ronaldo

Manchester United anuncia "medidas apropriadas em resposta" à polémica entrevista de Ronaldo
Jon Super

Numa entrevista arrasadora, Cristiano Ronaldo não poupou críticas ao Manchester United e ao seu treinador.

O Manchester United anunciou esta sexta-feira que iniciou os procedimentos para impor "as medidas apropriadas em resposta" à polémica entrevista de Cristiano Ronaldo.

"O Manchester Uniter iniciou esta manhã as medidas apropriadas em resposta à recente entrevista de Cristiano Ronaldo", adiantou o clube num comunicado divulgado no site oficial, no qual adiantou que "não iam fazer mais comentários sobre o processo até à sua conclusão".

O jornal britânico The Guardian avança que o Manchester United vai processar o internacional português pela alegada quebra de contrato após as declarações na entrevista.

Adianta ainda que o jogador português foi informado que não devia voltar ao centro de treinos do clube, em Carrington, após o Mundial de futebol, no Qatar.

Numa entrevista arrasadora concedida ao jornalista britânico Piers Morgan, Ronaldo não poupou críticas ao Manchester United e ao seu treinador. "Sinto-me traído", disse, revelando que tanto o técnico como altos dirigentes do clube queriam que o português saísse do Manchester United.

Na longa entrevista, o avançado declarou não ter respeito pelo treinador, por considerar que este não o respeita. "Não tenho respeito, porque ele não me respeita. Se não me respeitas, nunca te respeitarei", afirmou.

Cristiano Ronaldo regressou ao Manchester United em 2021, mas esta última temporada não correspondeu às expectativas do craque. CR7 deixou várias críticas à equipa britânica, afirmando ter ficado "parado no tempo" - uma situação que, acredita, piorou depois da saída de Sir Alex Ferguson, ex-treinador do Clube.

Cristiano Ronaldo queixou-se ainda de "falta de empatia" para com ele, quando perdeu um dos filhos no parto de Georgina Rodríguez, nascendo apenas um dos gémeos, e que o clube tenta pintá-lo como "a ovelha negra" do plantel. Quem 'escapou' às críticas foram os adeptos dos ingleses.

"São o mais importante do futebol e joga-se para eles. Estão sempre do meu lado, são tudo para mim. Por isso, dei esta entrevista, é o momento adequado para dizer o que penso", acrescentou.

Últimas Notícias
Mais Vistos